Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

ERMELO FOI GERADO E DESENVOLVEU-SE NO SEIO DE SOAJO

DSCN8419.JPG

 

DSCN8410.JPG

 

DSCN6663.JPG

 

DSCN6656.JPG

 

DSCN6705.JPG

 

 

  1. FRANCISCO ARAÚJO EXPULSOU-O DE SOAJO! – O anterior presidente da câmara várias vezes disse em sessões da Assembleia Municipal que não havia sido eleito para extinguir freguesias e/ou para acabar com o poder autárquico exclusivo das mesmas.

 Através deste discurso enganador foi orientando o grupo municipal do PSD na Assembleia Municipal para que esta não deliberasse sobre a revisão autárquica então em curso. Com a sua habilidade ardilosa no que a Ermelo diz respeito concebeu uma estratégia criando esperanças para não encontrar resistências das pessoas mais influentes de Ermelo, pois bem sabia que o embrião desta freguesia foi o Mosteiro de Ermelo que fora edificado no termo de Soajo pela “rainha” D. Teresa, mãe de D. Afonso Henriques. E quando terminou o «Couto de Ermelo» que estava encaixado dentro do termo do Julgado de Soajo, o Mosteiro de Ermelo e território afecto regressou sob o ponto de vista de administração local autárquica às suas origens exclusivamente soajeiras!

  1. O FORAL DE SOAJO DE 1514 – O âmbito geográfico do concelho de Soajo em 1514 tinha como fronteiras a poente, os marcos do Mezio (situados na antiga via Soajo/Cabana Maior/ Grade, etc), território do concelho de Valdevez.  Cabana Maior, Vale e S. Jorge, não eram freguesias civis mas simplesmente áreas de natureza eclesiástica inseridas neste último concelho. Enquanto estas vêm discriminadas no foral de Valdevez, Ermelo, não é abordado na versão incompleta do foral de Soajo existente no Arquivo da Torre do Tombo, porquanto gozava da isenção de impostos e de outros privilégios específicos de todo o concelho.

 O Mezio e a Lage das Cruzes [esta situada junto do rio Lima, na passagem para Gração] são também zonas de delimitação de Ermelo, e já vinham expostas como fazendo parte de Soajo, em 1514, conforme original (completo) do Foral da Terra e Concelho de Soajo, donde extraíram para o Tombo de Soajo de 1795, as delimitações de todo o concelho de Soajo.

Foi portanto um “roubo” que Francisco Araújo fez às escondidas, anexando a freguesia de Ermelo à freguesia de S. Jorge, terra de seus pais, pois no decurso dos séculos, sob o ponto de vista administrativo, Ermelo, fez parte de Soajo! E numa perspectiva judicial, até a freguesia de S. Jorge, já autarquia, pertenceu ao «JULGADO DE PAZ» DE SOAJO.  

Foi sempre este Rodrigues de Araújo um grande inimigo de Soajo, mas, infelizmente, os Soajeiros, muito por falta de informação, deram os seus votos a quem muito prejudicou Soajo! Com este “roubo” fortaleceu S. Jorge, e enfraqueceu Soajo, como sempre gostou…

                         Outubro de 2014                                               Jorge Lage