Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

O Reverendo Abade Francisco da Rocha Peixoto conviveu com pessoas contemporâneas do Juiz Manuel Sarramalho conforme evidenciam actas da junta da paróquia de Soajo

Em 1878, paroquiava Soajo o Abade Rocha Peixoto que, por alterações do Código Administrativo, deixou de presidir à Junta da Paróquia, embora fosse membro da mesma. 

Na casa do Adro, residência paroquial, realizavam-se eleições da Junta da Paróquia, pelo que através das actas das mesmas é possível deduzir que várias das pessoas que marcaram presença nos actos eleitorais foram juízes no tempo em que o Juiz Manuel Domingues Sarramalho exerceu funções nos orgãos do concelho e julgado de Soajo.

Isto é importante porque foi este abade quem narrou ao autor do Minho Pitoresco, o jovem médico José Augusto Vieira, a sentença dada pelo Juiz M. Sarramalho, bem como informações sobre a existência da Real Montaria de Soajo e seu funcionamento.

Efectivamente, alguns dos presentes nestes actos eleitorais ainda conheceram pessoas do tempo dessas instituições e até nelas ocuparam cargos.