Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

Soajo em Noticiário

A finalidade deste blog é colocar factos relevantes de Soajo para que os Soajeiros e o público interessado possa dispor dos resultados de persistentes pesquisas que se fizeram em bibliotecas e arquivos. Artigos de Jorge Ferraz Lage

IREMOS CONFRONTAR AS BATOTAS FEITAS NOS «SUBSÍDIOS» PARA A HISTÓRIA DO CÃO DA SERRA DE SOAJO, COM AS PUBLICADAS NA «GRANDE ENCICLOPÉDIA PORTUGUESA E BRASILEIRA»!

DSCN6756.JPG

 O PODEROSO «CÃO SABUJO DA SERRA DE SOAJO», QUE NÃO DE UMA SÓ FREGUESIA, AFINAL, AO LADO DOS SABUJOS PEQUENOS E ORELHUDOS EXISTENTES EM PORTUGAL, SERVIU PARA CAÇAR EM PLENO SÉCULO XX NA TAPADA REAL DE MAFRA COMO O HAVIA FEITO NESTE RECINTO COM EL-REI DOM JOÃO, O QUINTO! TERIA FEITO O SEU TIROCÍNIO NAS MONTANHAS MINHOTAS?

DSCF9002.JPG

 O «CÃO SABUJO DA SERRA DE SOAJO» PARTICIPOU NUMA CAÇADA NO SÉCULO XX SEM QUAISQUER TRANSFORMAÇÕES DE NATUREZA HISTÓRICA, GENÉTICA, FUNCIONAL E MORFOLÓGICA, E, ISTO, APESAR DAS ARMAS DE CAÇA JÁ ESTAREM MUITO APERFEIÇOADAS E DIVULGADAS!

DSCF9059.JPG

  UM PURO SABUJO DE COR BRANCA, COMO O DOS PRIMÓRDIOS, QUE NÃO FOI OFERECIDO PELO REI DOM FERNANDO AO CALIFA DE GRANADA...

 

DSCN7291.JPG

 

DSCN7296.JPG

DSCF9060.JPG  EM "CRASTO" ROCHA PEIXOTO , POR VOLTA DE 1900, VIU UM EXEMPLAR NÃO POLICROMÁTICO, MAS DA RAÇA DA SERRA DE SOAJO QUE APETECERAM AOS REIS DE PORTUGAL NA TRAVESSIA DOS SÉCULOS.

DSCF9062.JPG

    A RAÇA «CÃO SABUJO DA SERRA DE SOAJO»  FOI SEMPRE DE GRANDE BELEZA, SE PURA, E DEIXOU MARCAS INDELÉVEIS COMO NENHUMA OUTRA, NAS CHANCELARIAS DOS REIS DE PORTUGAL! AMESQUINHÁ-LA, NÃO!

 

DSCF9079.JPG

SEM ERROS GEOGRÁFICOS, "CRASTO" FOI SITUADO AO LONGO DOS SÉCULOS DE PORTUGAL, NA SERRA DE SOAJO, E PARTILHOU A MESMA RAÇA CANINA, FAMOSA!

DSCF9081.JPG

DSCF9083.JPG

 A OPÇÃO, PELO NOME NÃO HISTÓRICO DO CÃO, FOI  FEITA  SEM RESPEITO PELA DOCUMENTAÇÃO DE SÉCULOS ! 

DSCF9085.JPG

A RAÇA DEVE ESTAR LIGADA AO SEU NOME, NOS SÉCULOS DE PORTUGAL, PARA QUE, ATRAVÉS DE MENTIRAS E BATOTAS, NÃO A CONSIGAM DESPRESTIGIAR E MENOSPREZAR!

DSCN7436.JPG

 O REI D. JOÃO V, GRANDE AMANTE DA CAÇA, CONFIRMA, EM 1716, OS DIVERSOS E AMPLOS PRIVILÉGIOS DOS SOAJEIROS, MAS PREVINE-OS DE QUE SE NÃO MANDAREM OS «CINCO SABUJOS ANUALMENTE», CONFORME SE PRESCREVE NO FORAL DO CONCELHO DE SOAJO, DE 1514, PASSAM A PAGAR OS IMPOSTOS DE QUE ESTÃO DISPENSADOS E ACABAM TAMBÉM TODAS AS OUTRAS BENESSES!

EIS O QUE ESCREVEU O PROF. MANUEL MARQUES, AUTOR DOS «SUBSÍDIOS» E ESTALÃO, DO SABUJO PORTUGUÊS DE SOAJO (SERRA), MAS ADULTERANDO O NOME DA RAÇA, E, ATRIBUINDO, INCRIVELMENTE, OS FACTOS E DOCUMENTOS HISTÓRICOS DA REAL MONTARIA E CONCELHO DE SOAJO, A CASTRO LABOREIRO:

DSCF9064.JPG

O cão em causa era «TAMBÉM conhecido pelo nome CÃO DE SOAJO», mas indevidamente, opinou, arbitrária e enganosamente, o Prof. Manuel F. Marques! Mas, por que é falsa, esta opinião?

Vejamos:

Se o cão em 1935, habitava na parte do «maciço (sistema) montanhoso galaico-duriense que vai da Peneda ao SUAJO», situada entre-os-rios Minho e Lima, cuja altitude disse ser, erradamente, inferior a 1400 metros, então tendo em conta tudo isto, e o que mais abaixo escreveu, por que se não devia designar o cão por «CÃO DO SOAJO»?!

Se disse que o cão se encontrava, que VIVIA, em «quase todos os pontos habitados [povoações] daquelas vastas serranias [da Peneda ao SOAJO], e se era «TAMBÉM chamado CÃO DE SUAJO», que razão o levou a rejeitar este nome sem a mínima justificação?!

Talvez que esta opção, seja tão MENTIROSA, como a do «crastejo», autor das “vinte páginas”, que afirma SEM ESCRÚPULOS, noutro texto sobre o cão, ter escrito Manuel F. Marques, que «O CÃO SÓ HABITAVA EM CASTRO LABOREIRO», quando se vê no texto da sua lavra que isto não foi dito !!! Tem muito jeito o castrejo Rodrigues para aldrabar e enganar os leitores...

Também é preciso dizer que, o Prof. Fernandes Marques, usou a expressão, «GALAICO-DURIENSE», inventada pelo suíço Paul Choffat, em 1907! Disse Marques que estas montanhas não atingiam 1400 m, porque certas obras, seguindo Choffat, transmitiam que o ponto mais alto da serra era de 1373 m, e que também o nome da serra de Suajo ao ser confundida com o nome Amarela só atingia os 1361 m de altitude máxima! Daí, estas diversas confusões muito da culpa de Choffat, sobre os nomes das serras, seus posicionamentos, e suas altitudes, se reflectirem nos escritos dos «Subsídios» do autor da caracterização do cão.

Mas, vejamos a seguir o que o Prof. Manuel Marques escreveu que, em vários aspectos, se revela como MUITO GRAVE:

DSCF9067.JPG

DSCF9075.JPG

ESCREVEU QUE CONTINUAVA MUITO APRECIADA ESTA FAMOSA RAÇA DE CÃES, QUE VINHA POR TRADIÇÃO DE TEMPOS MUITO ANTIGOS ATÉ AOS  NOSSOS DIAS [1935], MAS TAL SÓ SE PODE ADEQUAR E COMPROVAR SE FOR RELACIONADO COM O NOME «CÃO DE SOAJO»!

Então, por que repudiou M. Marques, o seu verdadeiro e ancestral nome?!

Mais afirmou Marques que, AUTORES, nos princípios do século XVIII (DEZOITO), escreveram que eram «CINCO CÃES SABUJOS» usados como pagamento obrigatório de impostos aos REIS! Mas se estes tributos foram pagos, ANUALMENTE, e durante muitos séculos, APENAS pelo CONCELHO DE SOAJO como se pode dizer que o nome «CÃO DE SUAJO» não era apropriado?!

A famosa raça foi também usada na CAÇA GROSSA, isto é, como de «CÃES SABUJOS», dado o seu enorme PODERIO para DOMINAR javalis, ursos, lobos, etc., pois até o rei Dom CARLOS, em Dezembro de 1907, na TAPADA DE MAFRA, a usou na sua matilha, como mostra a foto acima apresentada! Então, neste aspecto, de ser «CÃO SABUJO», não foi uma rigorosa e correcta menção feita pelo Prof. Manuel Marques?!

Na foto aparecem também os pequenos sabujos ibéricos a caçar em Portugal, no século XX, à semelhança do que sucedeu com os «ORELHUDOS», nos primeiros três séculos de Portugal! Então, o «CÃO SABUJO DA SERRA DE SOAJO», não é diferente do «SABUJO IBÉRICO»?! A foto, podendo ser considerada melhor que uma iluminura ou até que uma pintura, com a presença do rei Dom Carlos, não arrasa, ELUCIDA e responde bem a quem tanto ALDRABA no “artigo das vinte páginas”, ao pretender negar ao cão, a valência de um SABUJO com PODEROSO DOMÍNIO para caça grossa! Mas sabujos, no século XX, são uma figura de retórica, escreveu um castrejo "SÁBIO" em trivialidades…

DSCF9094.JPG

DSCF9101.JPG

Há ainda no texto do Prof. Marques algo que nada abona sobre o nome do cão por que optou, pois o nome rejeitado «CÃO DE SOAJO» é o único que se coaduna com a VERDADE HISTÓRICA! Com efeito o rei Dom João I, em 1401, foi quem emitiu documento onde atende às «QUEIXAS», mas feitas por habitantes do «Concelho, Real Montaria e Julgado de Soajo»! Se, em 1935, era, AINDA, «TAMBÉM CHAMADO CÃO DE SUAJO», e se foi o SABUJO objecto de protecção dos reis de Portugal, até ao século XIX, o nome não foi muito mal rejeitado?

Perante estas evidências o nome verdadeiro e histórico não devia ser preservado?

Se o «TAMBÉM chamado «CÃO DE SOAJO» é que foi causa geradora de TODOS OS DOCUMENTOS referidos pelo Prof. Manuel Marques, e se TODOS estavam relacionados APENAS com SOAJO, por que DIABO foram TODOS ATRIBUÍDOS a Castro Laboreiro?

SÓ POR BATOTA, POR MUITO GRAVE BATOTA, TAL FOI POSSÍVEL, COM O INTUITO DE MATAR O NOME «CÃO DE SUAJO» e justificar a opção FALSEADA!

 

Finalmente direi que:

Talvez o Professor MANUEL F. MARQUES, também tivesse um nome que não devia ter, porque seria o LUÍS DE PAMÕES!

 TODOS OS SEUS DOCUMENTOS como sejam o cartão de identidade, a sua certidão de nascimento, o seu contrato de casamento, bastariam para dizer que era o FUÍS DE PAMÕES?!

 A foto e as impressões digitais, EMBORA fossem também do Professor Manuel Marques, deveriam ser atribuídos ao FUÍS DE PAMÕES ?!...

BATOTAS E MAIS BATOTAS É QUE FORAM NECESSÁRIAS PARA FUNDAMENTAR, EM EXCLUSIVO, A OPÇÃO VICIADA!

DSCF9024.JPG

DSCF9025.JPG

DSCF9027.JPG

 

 

DSCF9051.JPG

DSCF9050.JPG

 

DSCF9058.JPG

 (continua no post seguinte)